sexta-feira, 31 de julho de 2009

civilização Bizantina


Principais características dessa civilização:
O Império Romano do Oriente, ou império bizantino, manteve-se poderoso ao longo de um milênio, depois da queda de Roma. Síntese de componentes latinos, gregos, orientais e cristãos, a civilização bizantina constituiu, durante toda a Idade Média européia, o principal baluarte da cristandade contra a expansão muçulmana, e preservou para a cultura universal grande parte dos conhecimentos do mundo antigo, sobretudo o direito romano, fonte das normas jurídicas contemporâneas, e a literatura grega.
Característica economicas e sociais:
- Imperador Constantino: foi o responsável pela transferência da capital do Império Romano para Constantinopla, após a invasão dos povos bárbaros no século IV.
- Capital = Constantinopla (atual Istambul na Turquia)
- Império tinha muita riqueza, comércio avançado e bem desenvolvido, vida urbana intensa, população elevada, principalmente nas grandes cidades como, por exemplo, Constantinopla.
- Poder Centralizado = Imperador controlava economia, política e sociedade em geral;
DECADÊNCIA DO IMPÉRIO

Depois da morte de Justiniano(565), houve muito ataques que enfraqueceram a administração do Império. Bizâncio foi alvo da ambição das cidades italianas. Sendo que Veneza a subjugou e fez dela um ponto comercial sob exploração italiana.

Essa queda não foi imediato,levou algum tempo, o império perdurou até o séc. XV, quando a cidade caiu diante dos turcos- otomanos, em 1453. data que é usada para marcar o fim da idade média e o início da idade moderna.

As conseqüências da tomada de Constantinopla foram:

>o surgimento do grande império Turco-Otomano, que também foi uma ameaça para o Ocidente.
>a influência da cultura clássica antiga, preservada em Constantinopla, e levada para a Itália pela migração dos sábios Bizantinos.
>com a interrupção do comércio entre Europa e Ásia , ocorre a aceleração da busca de um novo caminho para o Oriente.
Objetivo:observar as transformações ocorridas na sociedade, principalmente na européia, neste período. Ver como as mudanças afetaram os povos da época e nós hoje. A primeira civilização a ser vista será a Bizantina. Como se desenvolveu,quando e com terminou e o que deixou para nós.
Ponto Forte:
A defesa, a economia forte, a versatilidade, a marinha completa, grandes monges e o excelente Cataphract, são seus pontos fortes. É a civilização certa pra quem gosta de jogar com tropas divididas em muitos grupos de combate diferentes. A número de combinações possível é grande e dá ao Bizantino a alternativa tática da surpresa, já que não precisa centrar-se em uns poucos tipos de unidades. Então explore essa variedade. Aproveite todos os bônus econômicos e avance rapidamente para a Imperial. Use sua marinha poderosa e exerça forte controle marítimo
Ponto Fraco:
Como não possuem bônus econômico que atuem na Idade das Trevas, são relativamente lentos até a Idade do Castelo. Mais ou menos como os Vikings. Mas isso pode ser facilmente compensado por sua sólida defesa, quase tão sólida quanto a Teutônica. À medida que avança pelas idades do AoK, esse “ponto fraco” vai transformando a cidadela bizantina numa fortaleza inexpugnável. Cavalaria e infantaria têm menos pontos de ataque sem Blast furnace; isso pode ser um sério problema em batalhas que envolvam essas unidades, principalmente contra Francos, Persas e Teutões. A ausência de Siege Onager, Heavy Scorpion e Siege Engineers, praticamente exclui os Bizantinos deste tipo de combate. Apenas o Trebuchet e o Bombard Cannon poderiam fazer alguma coisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário